Champagne Cristal Louis Rogederer Brut | Enoteca Brasil

Champagne Cristal Louis Rogederer Brut

Ref.: EN990460 Compra Segura

Foi a primeira Cuvée de Prestige criada na França, e hoje é o ícone mundial dos Champagnes.

R$ 2.995,00 Em até 3x de R$ 998,33 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

Compartilhe

Produzido somente em grandes safras. Fundada em 1776, a Maison Louis Roederer criou o célebre Champagne Cristal a pedido do Czar Alexandre II da Rússia que reinou de 1855 a 1881, um apaixonado pelos Champagnes. Símbolo de poder, era produzida exclusivamente para o monarca, em garrafas de cristal Baccarat, uma exigência pessoal.
Com o fim do império russo, o Cristal continuou a ser produzido, com alto grau de exigência, e hoje se pudemos degustar, vamos provar a mesma receita de séculos, desde a fundação da maison, as uvas usadadas são Pinot Noir e Chardonnay dos crus da Montagne de Reims. Metade das vinhas é de cultivo biodinâmico, cultivadas em solo de puro giz.
Uma verdadeira jóia que passa 4 anos de sua vida nas caves subterrâneas medievais, metade do tempo em barricas, outra metade fermentando e maturando.
Vê-se sua cor levemente dourada através do vidro transparente, normalmente verde, ou levemente marrom nas garrafas das demais casas. Na taça é intenso e, ao mesmo tempo, delicado e mineral. Possui uma combinação de aromas florais, algo de doce, com castanhas tostadas, frutas cítricas secas, envolvidos em notas minerais. A textura é extremamente sedosa, com concentração e sabores de frutas maduras, toque de cacau e caramelo suave. Harmonia, eis uma boa definição para o que de melhor pode-se produzir em Champagne..


Produtor: Louis Roederer
Região: Reims
Tipo : Brut
Uvas: Pinot Noir, Bivarietais, Chardonnay
Volume: 750 ml
Harmonização:Frutos do Mar,
Aperitivos, Sobremesas Finas

Pinot Noir

Chardonnay

Chardonnay é a uva branca de maior sucesso em todo o mundo, está para os brancos assim como a Cabernet Sauvignon para os tintos. A casta é originária da Borgonha, onde há vinhos maravilhosos, incrivelmente elegantes e complexos. No Novo Mundo, consagrou-se na Califórnia, Austrália, Chile, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia, Brasil e muitos outros locais. Na Europa, também produz grandes vinhos em muitas regiões. Há vários estilos diferentes, alguns mais elegantes, outros mais exuberantes. A casta Chardonnay se presta muito bem ao envelhecimento em carvalho. No entanto, como para qualquer uva de muito sucesso, existem também diversos exemplares de menor qualidade, e é essencial prestar atenção ao nome do produtor.  Certamente a mais famosa e popular das uvas brancas, a Chardonnay é uma casta que pode assumir diversas personalidades, dependendo de onde é cultivada e como é vinificada. Considerada a rainha das uvas brancas, é a matéria-prima dos grandes vinhos brancos franceses da Borgonha – os mais caros e disputados vinhos brancos do planeta. É uma uva neutra e de fácil cultivo, sendo encontrada em praticamente todas as regiões produtoras de vinho ao redor do mundo. Chardonnay é fruto de um cruzamento natural entre a uva Pinot Noir e a casta Gouais Blanc, e seu nome é o mesmo que o de um vilarejo perto de Uchizy, na região de Mâcon, no sul da Borgonha. A uva é reconhecida desde o século XVI, quando era plantada do extremo sul da Borgonha até Champagne. Os vinhos elaborados com a uva Chardonnay podem ter os mais variados estilos que caracterizam um branco: desde leve e neutro aos mais encorpados e longevos, passando pelos espumantes e até os vinhos de sobremesa. Mesmo os vinhos elaborados na região produtora mais emblemática desta uva – a Borgonha – podem ser completamente distintos. O famoso Chablis, por exemplo, é um branco fresco e mineral, produzido sem influência de barricas de carvalho. Já o encorpado Meursault, é denso e potente, com notas típicas da maturação em barricas. Nos países do Novo Mundo, notadamente mais quentes, os vinhos podem combinar as notas de carvalho com uma acidez mais baixa e notas amanteigadas, em um estilo fácil de beber. Os exemplos mais comerciais desse estilo de Chardonnay geraram nos enófilos menos avisados um preconceito contra a casta. Mas se analisarmos todos os estilos de Chardonnay disponíveis no mercado, concluiremos que há pelo menos um tipo capaz de agradar qualquer amante de vinho. Os vinhos mais simples, como alguns da América do Sul e sul da França, podem ser servidos mais gelados e devem ser consumidos ainda jovens, enquanto os melhores vinhos podem durar décadas e necessitam de uma temperatura mais alta, em torno de 12o C, para mostrarem todas as suas qualidades. O maior exemplo de todos é o grandioso Montrachet, que pode evoluir por décadas... E custar pequenas fortunas! 

Francês

750 ml

Tamanho da garrafa 750 ml - Padrão

Produtos Relacionados

Assobio Douro Tinto Blend 2014

R$ 95,90

3x de R$ 31,97 S/ JUROS

Achaval Ferrer Bela Vista Malbec Tinto 2011

R$ 942,00

3x de R$ 314,00 S/ JUROS

.Nero Celebration Brut

R$ 39,90

3x de R$ 13,30 S/ JUROS

Napa Valley Tinto Pinot Noir 2009

R$ 235,90

3x de R$ 78,63 S/ JUROS

Receba nossas ofertas e novidades