Espumante Espanhol Codorniu Clasico Brut (ganhe 2 taças)

2339

Por: R$ 74,50

R$ 70,78 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 74,50 sem juros no cartão

Produto indisponível
Avise-me quando chegar
Compartilhe:
  • País: Espanha
  • Região: DO Cava
  • Tipo: Branco
  • Uva: Blend (Xarel-lo, Macabeo e Parellada)
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 11.5000%
  • Temperatura de serviço: 6,0ºC a 8,0ºC
  • Sugestão de
    decantação:
    Não
  • Combinações enogastronômicas: Prove uma taça e aprecie as borbulhas deste rótulo com aperitivos, canapés, saladas, peixes, mariscos fritos, ostras e sobremesas à base de frutas e castanhas.
  • Validade: Validade indeterminada desde que mantido em local seco e fresco ao abrigo da luz.
  • Vinícola: Codorníu SA
  • Vinificação: Inox. Método clássico (2° fermentação na própria garrafa).
  • Maturação: Período de sur-lie (contato com as borras): mínimo de 9 meses.
  • Estilo: Brut
  • Coloração: Branco
  • Sommelier: Notas de Prova - Codorniu Brut: Aroma de frutas frescas como maca, notas cítricas e um toque tostado. Paladar frutado, macio e refrescante.
  • Açúcar residual: 10 g/l

Codorníu SA

A empresa familiar Codorníu é um dos maiores produtores de cava do mundo. O cava é o vinho espumante produzido principalmente na Catalunha, similar ao champanhe francês. Codorníu é também a vinícola catalã que viu o cava nascer. 

A visita à Codorníu tem um duplo interesse: por um lado, conhecer a história de um símbolo da Catalunha, o cava; por outro lado, se surpreender com a espetacular arquitetura modernista das suas instalações, obra do famoso arquiteto modernista Josep Puig i Cadafalch e declarada Patrimonio Histórico Artístico. Um passeio perfeito para quem sem interessa pelo enoturismo ou para quem quer conhecer um lugar muito bonito. 

Nada mais chegar à recepção da Codorníu, o visitante já fica impressionado pela maravilhosa sala Puig, a “catedral del cava”. 

É um lugar que convida a sentar e relaxar, contemplando as curvas e os detalhes da obra de Puig i Cadafalch. Mas agora mesmo não há tempo para o descanso, pois a visita começa logo mais! 

O primeiro ponto da visita é um curto e bonito audiovisual que serve para apresentar a história da Codorníu e do cava, além de contextualizar a visita que vai ser feita a seguir. Aliás, vamos falar um pouco dos mais de 450 anos de história da Codorníu. As orígens da empresa estão em uma família que já produzia vinhos no século XVI (a Codorníu é a empresa familiar mais antiga da Espanha e uma das mais antigas do mundo). 

Em 1659, Anna Codorníu casou com Miquel Raventós e, a partir da união, a família Raventós passou a ser proprietária da Codorníu. Em 1872, Josep Raventós Fatjó, herdeiro de uma longa tradição familiar de cultivo de videiras para produção de vinho, consiguiu elaborar a primeira garrafa de cava. 

O filho de JosepManuel Raventós, vislumbrou um novo rumo para a empresa e decidiu focar a produção exclusivamente-nos cavas. Viajou para a França e aprofundou seus conhecimentos sobre o champanhe francês. Em 1895, contratou o arquiteto modernista Josep Puig i Cadafalchpara que fosse responsável pela ampliação da bodega. Você provavelmente já teve a chance de contemplar alguma obra do arquiteto na cidade de Barcelona. Ele é o autor, entre outras construções, da Casa Amatller, a Casa Macaya, a Casa Martí, Els Quatre Gats, a Casa Terrades (Casa de les Punxes) ou a Fábrica Casaramona (onde encontra-se o CaixaForum). 

Hoje Codorníu é uma das grandes marcas de cava e a pionera na elaboração do espumante. 

Depois do percurso externo com o trem, a visita pelo interior das bodegas. O primeiro ponto no nínel térreo, no “Celler Gran”, é um grande espaço convertido em museu, onde é possível aprender mais sobre a história e a elaboração do cava a partir de vídeos, uma mesa olfativa e objetos antigos. Uma maquete interativa da bodega permite entender melhor sua estrutura e proposta de construção.

Blend (Xarel-lo, Macabeo e Parellada)

DO Cava

A DO Cava abriga espumantes, produzidos pelo método tradicional de segunda fermentação na garrafa.A DO Cava tem uma situação diferente das demais, pois não tem apenas uma região demarcada, são produzidos Cavas em diversas regiões da Espanha.Ela aparece listada aqui na região da Cataluña porque aqui estão localizadas 85% das áreas produtoras desses espumantes, e todos os mais antigos produtores. São produzidos Cavas nos municípios de Alava (Pais Basco), Zaragoza (Aragon), Burgos (Castilla y Leon), Badajoz (Extremadura), La Rioja, Navarra, Valencia, e na Cataluña, em suas 4 províncias: Barcelona, Girona, Lleida e Tarragona. É importante frisar que em espanhol o nome Cava é masculino, então falamos O Cava. Como regra fundamental de elaboração, o Cava é produzido pelo método tradicional, com a segunda fermentação acontecendo na garrafa, como em Champagne, nos Crémants franceses, nos Franciacorta italianos e em várias outras produções pelo mundo.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar