Vinho Chileno Aliara Blend Tinto 2009 | Enoteca Brasil
Vinho Chileno Aliara Blend Tinto 2009

Confira o vídeo do nosso produto:

Aliara Blend Tinto 2009

Ref.: 926 Compra Segura

Vinho Chileno Aliara Blend Tinto 2009
Na era dos navios a vela, as provisões seguras e saudáveis eram cruciais para o sucesso da aventura. Aliara foi uma medida do copo de alimento diário que a tripulação recebia de vinho. Este Aliara é elaborado com uvas de baixo rendimento de forma preciosa, como uma homenagem a esta tradição

R$ 256,41 Em até 3x de R$ 85,47 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

Compartilhe

Vinho Chileno Aliara Blend Tinto 2009

    País: Chile
    Região: Valle Central
    Tipo: Tinto
    Uva: 40% Malbec, 32% Carignan, 22% Cabernet Sauvignon e 6% Syrah
    Volume: 750 ml
    Teor alcoólico: 14.5%

    Sugestão de guarda: Potencial de guarda de 5 a 10 anos.
    Harmonização: Carnes de caça, preparações à base de cordeiro, polenta com ragu de ossobuco, embutidos curados e queijos duros
    Vinícola: Odfjell
    Vinificação: 18 a 24 meses em barricas novas de carvalho francês
    Coloração: Rubi intenso com reflexos púrpura
    Aroma: Frutas negras, frutas secas, como tâmaras, notas de amêndoas e flores, além de toques mentolados e de chocolate
    Paladar:
Encorpado, intenso e sofisticado, com taninos firmes e final de boca agradável e equilibrado. Seu complexo e longo final de boca revela notas de tabaco e café

    Temperatura de serviço: 16 a 18ºC
Tinto

Cabernet Sauvignon

Uva da variedade Cabernet Sauvignon

A casta Cabernet Sauvignon (resultado do cruzamento das uvas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc) é uma das mais famosas e a mais bem-sucedidas uvas tintas do mundo, originária da região francesa de Bordeaux (como indicam documentos do século XVIII).

Ela compõe vinhos tintos encorpados e concentrados, muitas vezes envelhecidos em carvalho.

Alguns exemplares podem durar muito tempo, e podem também ser elegantes e complexos, enquanto outros são mais intensos e exuberantes.

Hoje, a onipresente uva Cabernet Sauvignon produz ótimos vinhos nas regiões mais diversas: Bordeaux, Itália, Portugal, Espanha, Austrália, Califórnia, Chile, Argentina, Nova Zelândia e África do Sul, entre outras.

Cada uma com seu estilo próprio e suas peculiaridades.

Por ser o componente principal de todos os cinco Premier Grand Cru Classés de Bordeaux, a variedade foi plantada nos quatro cantos do planeta e diversos dos melhores tintos do mundo são elaborados com ela.

A Cabernet Sauvignon é uma uva relativamente fácil de ser cultivada, mas que demanda uma grande insolação para alcançar o pleno amadurecimento.

Essa é uma das razões do porquê na sua região de origem – Bordeaux, na França – ela aparece em quantidade menor que sua companheira Merlot, que por sua vez necessita de menos sol para amadurecer.

Apesar de ser comumente associada aos tintos de Bordeaux, a uva Cabernet Sauvignon se desenvolve particularmente bem apenas na região de Médoc e em alguns outros poucos terroirs de Bordeaux.

Por outro lado, o sol abundante do Novo Mundo, em lugares como a Califórnia e o Chile, permite que a uva Cabernet fique completamente madura e acumule bastante açúcar.

Os cachos são pequenos e os bagos miúdos e de casca espessa.

Os vinhos tintos elaborados com ela são encorpados e concentrados, com taninos potentes e muitas vezes envelhecidos em carvalho, para que o vinho fique mais complexo e macio.

Alguns de seus vinhos podem durar muito tempo, e podem também ser elegantes e complexos, enquanto outros são mais intensos e exuberantes.

Carignan

Também conhecida por Cariñena no nordeste da Espanha e Carignano na Sardenha, a Carignan é uma casta de uva de origem espanhola, especificamente da região de Aragón, onde seu nome mais comum é Mazuelo.

Trata-se de uma casta bastante antiga, que foi se espalhando pela Europa ao longo de muitos anos.

A uva possui mais de 60 derivações, sendo conhecida por diferentes nomes em todo o mundo e apresentando características diferenciadas de acordo com a região em que é cultivada.

A uva possui resistência a solos com falta de água, amadurecendo e produzindo em larga escala mesmo em condições rigorosas.

A casta Carignan possui casca grossa e profunda cor escura, sendo uma uva com amadurecimento tardio e de produção elevada.

Mesmo com sua origem espanhola, a uva Carignan hoje é muito mais plantada no sul da França do que no país ibérico, o que explica o nome Carignan ser mais famoso que Mazuelo.

A casta da uva é bastante produtiva, demandando que os rendimentos sejam controlados para dar vinhos tintos de qualidade.

É uma casta que pede bastante sol para ficar madura e por isso se adaptou bem na região do Mediterrâneo, sendo cultivada também na Itália.

A uva da casta Carignan (Mazuelo) vem ganhando muitos adeptos e espaço no Novo Mundo do vinho, sendo muito utilizada também no Chile, onde cada vez mais é empregada na produção de vinhos tintos de qualidade e com grande reconhecimento mundial.

Os vinhos tintos elaborados com a casta Carignan mostram boa acidez e taninos potentes, que podem conferir um leve e característico amargor, além de um toque de rusticidade, típico de alguns vinhos do Languedoc-Roussillon.

Os melhores exemplos de vinhos tintos, geralmente elaborados com uvas de vinhas antigas, plantadas em arbustos (goglet), podem ser complexos e longevos.

Malbec

Uva da variedade Malbec

Também conhecida como Auxerrois ou Côt Noir em sua terra natal, Cahors (região quente localizada no sudoeste da França), a uva Malbec é ainda hoje a grande estrela da região fazendo vinhos tintos interessantes, austeros, escuros, aromáticos e muito agradáveis, normalmente produzidos com corte de sua casta (mínimo 70%), sua prima Tannat e Merlot.

A uva Malbec possui cacho de tamanho médio com bagos em formato de esfera.

A casta apresenta polpa macia e cor preta azulada.

Os vinhos produzidos com a casta Malbec apresentam cor vermelho púrpura, sendo essa extremamente intensa.

A casta foi amplamente utilizada em Bordeaux, onde recebeu o nome de Malbec, até meados do século 20 (perdendo espaço para Merlot e Cabernet Franc).

Hoje, entra em proporções minoritárias em alguns cortes dessa região.

A casta Malbec alcançou sua grande consagração na Argentina, onde produz alguns vinhos tintos excelentes, muito ricos e concentrados, com um caráter macio e cheio de fruta.

Os grandes Malbec argentinos são criação de Nicolás Catena Zapata (produtor da região de Mendonza), que realizou a seleção clonal científica desta variedade nos anos 90, dando origem a exemplares bem mais finos, macios, concentrados, de qualidade muito superior aos rústicos vinhos que antes eram elaborados com ela.

A uva Malbec também pode ser encontrada na Itália, Chile, Austrália e outros países do Novo Mundo.

Os vinhos produzidos com a casta Malbec na Argentina são excelentes para harmonização com cogumelos, carré de cordeiro com crosta de ervas e pato confit.

Já os que contam com produção na terra natal da casta Malbec, Cahors, são ideais para serem degustados e apreciados na companhia de um cassoulet.

Syrah

Vinho tinto variedade syrah

A casta Syrah certamente origina alguns dos mais cultuados e apreciados vinhos do planeta.

Os vinhos produzidos com a Syrah são profundos e encorpados, repletos de notas de especiarias e frutas negras maduras.

É uma casta que pode originar vinhos com perfis aromáticos distintos, dependendo do tipo de clima onde é cultivada.

Nas regiões de clima quente, os vinhos são encorpados, com notas que lembram ameixa e chocolate.

Em regiões mais frias, são famosos os Syrahs com notas de pimenta-do-reino e couro. Incrivelmente longevos, os melhores exemplos de vinhospodem evoluir por décadas na adega.

Historicamente, os vinhos elaborados com a Syrah eram clandestinamente adicionados aos vinhos de Bordeaux para deixá-los mais encorpados e potentes.

A origem da casta Syrah era controversa até 1998, quando testes de DNA comprovaram que esta variedade originou-se de um cruzamento entre as uvas Dureza e Mondeuse Blanche.

O cruzamento ocorreu naturalmente há centenas de anos, na região dos Alpes do Rhône – até hoje uma referência para os mais aclamados e disputados vinhos elaborados com esta casta.

No Norte do Rhône, os cultuados Hermitage e Côte-Rôtie são os mais aristocráticos exemplos de vinhos elaborados com a uva Syrah.

Verdadeiros clássicos, esses vinhos geralmente demandam vários anos em garrafa para mostrar todas as suas qualidades.

Os Saint-Joseph e os mais populares Crozes-Hermitage são alternativas mais baratas e geralmente menos longevas de vinhos, mas que conseguem mostrar o caráter da uva Syrah cultivada no Norte do Rhône.

Fora da sua região de origem, a Austrália é o país mais famoso pelos vinhos elaborados com a Syrah.

Ali, ela é chamada de Shiraz e os mais famosos exemplos são bastante concentrados e cheios de fruta.

Os melhores vinhos são realmente excelentes, mas o grande sucesso fez surgir alguns rótulos mais comerciais – geralmente um pouco enjoativos, com fruta muito doce e notas exageradas de carvalho.

Esses vinhos prejudicaram um pouco a imagem que o vinho australiano gozava até há pouco tempo.

Mesmo assim, os melhores Syrahs da Austrália estão entre os grandes vinhos clássicos do Novo Mundo e merecem ser provados.

Recentemente diversos países têm produzido vinhos tintos de classe mundial com a Syrah, atestando o grande potencial da casta.

Além da França e Austrália, podemos certamente citar Itália, Portugal, Chile, África do Sul, Estados Unidos e Argentina. Os vinhos produzidos com a casta

Chileno

2009

Colheita das uvas e produção do vinho na safra 2009

750 ml

Tamanho da garrafa 750 ml - Padrão

Produtos Relacionados

Pinhel Colheita Blend Tinto

R$ 89,90

3x de R$ 29,97 S/ JUROS

Valdivieso Gran Reserva Viognier 2010

R$ 149,90

3x de R$ 49,97 S/ JUROS

Casas Del Bosque Gran Reserva Tinto Syrah 2013

R$ 144,00

3x de R$ 48,00 S/ JUROS

Santa Rita Reserva Tinto Carmenere 2015

R$ 68,90

3x de R$ 22,97 S/ JUROS

Receba nossas ofertas e novidades