Vinho Chileno D'Alamel Tinto Carménère safra 2013

D'Alamel Tinto Carménère safra 2013

Ref.: 1003 Compra Segura

Vinho Chileno D'Alamel Tinto Carménère safra 2013
Novidade da Lapostolle, produzido com uvas Carmenere e Merlot do Valle Central.

R$ 83,00 Em até 3x de R$ 27,67 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

Compartilhe

Vinho Chileno D'Alamel Tinto Carménère safra 2013

D'Alamel é uma ótima novidade de Lapostolle no Valle Central

Com a seleção cada vez mais rigorosa das uvas usadas nas linhas Cuvée Alexandre e Casa, o produtor passou a dispor das uvas que não foram destinadas a estas duas linhas para elaborar os novos D'Alamell, que também mostram toda a qualidade e refinamento dos vinhos da Maison Lapostolle.

O nome D'Alamel é uma homenagem à família de Cyril, marido de Alexandra Marnier Lapostolle, e os vinhos esbanjam fruta e frescor, em um estilo fácil de gostar, ótimo para combinar com comida.

Para preservar a riqueza aromática dos vinhos, apenas uma parcela dos tintos passa por barricas de carvalho.

Os brancos, vinificados em tanques de aço inox, mostram bastante elegância.

Todos são elaborados com uvas de cultivo biodinâmico e ostentam um destacado caráter varietal, além de um preço imbatível!

Uva: 86% Carmenérè, 14% Merlot

Teor Alcoólico: 13,5%

Aroma: Frutas vermelhas maduras e especiarias doces tipo canela

Harmonização: Carnes vermelhas


Tinto

Blend

Carménère

A uva Carménère é outra variedade originária de Bordeaux.

No século XVIII era uma casta comum nos vinhedos do Médoc, mas se tornou uma raridade por lá. Levada para o Chile no século XIX, durante muito tempo a uva Carménère foi confundida com a casta Merlot.

Somente em 1994, nos vinhedos da Viña Carmen na região do Chile, ela foi corretamente identificada pelo ampelógrafo Jean-Michel- Boursiquot (profissional que estuda, identifica e classifica os tipos de uva).

Nos últimos anos tem dado origem a vinhos tintos chilenos interessantes, concentrados, cheios de fruta e com mais estrutura e taninos do que a casta Merlot, transformando-se numa uva emblemática nesse país.

A uva Carménère também pode ser encontrada em cortes do norte da Itália.

Os vinhos tintos produzidos com a casta Carménère possuem coloração rubi violácea acentuada.

A casta Carménère é muito utilizada na elaboração de vinhos varietais de ótima qualidade, extraindo todo sabor e características marcantes da casta em cada detalhe da confecção dos tintos.

A escolha do seu nome está associada a cor da sua pele, um rubi tão forte, que lembra o carmim.

Para explorar e exaltar mais o sabor e a potencialidade dos vinhos tintos produzidos com a uva Carménère no paladar, harmonize com carnes vermelhas com pouca gordura e assados no geral.

É essencial evitar que o vinho tinto elaborado com a uva Carménère acompanhe pratos que levem molho de tomate.

Cuidado ao comparar a casta Carménère com a uva Merlot, apesar de serem parecidas visualmente, as duas não tem nada a ver.

A uva Carménère faz parte da família dos carmene

Merlot

Uva da variedade Merlot

A palavra “merlot” significa “pequeno merle”, ou melro, em francês, um pequeno pássaro preto comum na Europa.

A origem do nome talvez esteja na comparação da cor preto-azulada das uvas maduras com a cor dessa ave, ou na forma como os melros gostam de comer essas uvas antes da colheita.

Na realidade, os melros são considerados pelos enólogos como uma das pragas da vinha.

Originária da região de Bordeaux, na França, a Merlot é descendente da Cabernet Franc e meia irmã da Carménère e da Cabernet Sauvignon

. Os primeiros registros oficiais são recentes, de 1784 em Bordeaux (Cotes de Libournais).

Na Itália (Vêneto), ela é mencionada apenas em 1855, com o nome de “Bordò”.

Hoje é a uva mais cultivada em Bordeaux e a terceira na França (atrás da Carignan e da Grenache).

Na margem direita de Bordeaux (Saint-Émilion e Pomerol), ela domina amplamente, enquanto na margem oposta ela corresponde no máximo a 25%, com maior destaque na sub-região de Saint-Estephe.

Hoje em dia, é uma das uvas tintas mais cultivadas no mundo, competindo somente com a Cabernet Sauvignon entre as mais conhecidas.

Em Bordeaux, soma 101 mil hectares, contra os 53 mil hectares de Cabernet Sauvignon.

No mundo, já existem mais de 250 mil hectares de vinhedos plantados com esta casta.

Chileno

2013

Colheita das uvas durante o ano de 2013

750 ml

Tamanho da garrafa 750 ml - Padrão

Produtos Relacionados

M.O.B. Reserva Blend Tinto 2012

R$ 279,90

3x de R$ 93,30 S/ JUROS

Alamos Torrontés Branco 2013

R$ 79,90

3x de R$ 26,63 S/ JUROS

Emilia Nieto Senetiner Malbec Tinto safra 2012

R$ 54,00

3x de R$ 18,00 S/ JUROS

Montes Follys Syrah Tinto 2006

R$ 766,00

3x de R$ 255,33 S/ JUROS

Receba nossas ofertas e novidades