Vinho Americano La Bourgeoisie Tinto 2009

266

Por: R$ 169,90

R$ 169,90 (com 0% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 169,90 sem juros no cartão

Produto indisponível
Avise-me quando chegar
Compartilhe:
Representando o classico estilo da costa oeste , este projeto liderado por Cristopher Hedges, tem como objetivo reunir produtores de uvas independentes para dar projeção e reconhecimento aos seus espetaculares vinhos de vinhedo único. O resultado é um vinho elegante, fresco, cheio de fruta e excelente companhia para comida. Exprime perfeitamente as caracteristicas do terroir.
  • País: Estados Unidos
  • Região: Washington - Columbia Valley
  • Safra: 2009
  • Tipo: Tinto
  • Uva: Merlot
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.5000%
  • Temperatura de serviço: 18,0ºC a 20,0ºC
  • Sugestão de guarda: de 5 ate 10 anos.
  • Combinações enogastronômicas: Aves, carnes, massas.
  • Validade: Valido por prazo indeterminado desde que conservado deitado em local fresco e escuro.
  • Vinícola: Hedges
  • Vinificação: Tradicional com controle de temperatura.
  • Maturação: Em carvalho.
  • Família: Vinho de Mesa Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Tinto

Hedges

O casamento da francesa Anne-Marie Liégeois com o americano Tom Hedges deu origem a uma das mais emblemáticas vinícolas de Red Mountain, que por sua vez é uma das menores AVAs (denominações de origem – American Viticultural Area) dos Estados Unidos, a prestigiosa Hedges.

A família Hedges simboliza a paixão pela autenticidade e pela profunda ligação à terra que eles chamam de casa, exprimindo o conceito de propriedade vinícola moderna. Trata-se de uma rica mistura cultural e a paixão por elaborar vinhos que convergem o terroir de Red Mountain, unindo as tradições do passado e evoluindo constantemente para as próximas gerações.

Red Mountain possui uma história vinícola que começou há mais de 18 anos atrás, quando o clima severo chegou as encostas orientais de Washington. Os solos férteis da região, provenientes do recuo das enchentes glaciais, preparou Red Mountain para o cultivo de inúmeras variedades com personalidades complexas.

Utilizando agricultura sustentável, Hedges elabora vinhos de grande finesse e sutileza, em um estilo bastante elegante, que reflete as características deste excelente terroir — formado por solos sedimentares e com um clima quase desértico. Os vinhedos são cultivados em áreas que atingem temperaturas próximas de 40ºC no verão e abaixo de zero no inverno. É um terroir extremo, que dá origem a vinhos com taninos firmes e ótima acidez.

Merlot

A palavra “merlot” significa “pequeno merle”, ou melro, em francês, um pequeno pássaro preto comum na Europa. A origem do nome talvez esteja na comparação da cor preto-azulada das uvas maduras com a cor dessa ave, ou na forma como os melros gostam de comer essas uvas antes da colheita. Na realidade, os melros são considerados pelos enólogos como uma das pragas da vinha.  Originária da região de Bordeaux, na França, a Merlot é descendente da Cabernet Franc e meia irmã da Carménère e da Cabernet Sauvignon. Os primeiros registros oficiais são recentes, de 1784 em Bordeaux (Cotes de Libournais). Na Itália (Vêneto), ela é mencionada apenas em 1855, com o nome de “Bordò”.  Hoje é a uva mais cultivada em Bordeaux e a terceira na França (atrás da Carignan e da Grenache). Na margem direita de Bordeaux (Saint-Émilion e Pomerol), ela domina amplamente, enquanto na margem oposta ela corresponde no máximo a 25%, com maior destaque na sub-região de Saint-Estephe. Hoje em dia, é uma das uvas tintas mais cultivadas no mundo, competindo somente com a Cabernet Sauvignon entre as mais conhecidas. Em Bordeaux, soma 101 mil hectares, contra os 53 mil hectares de Cabernet Sauvignon. No mundo, já existem mais de 250 mil hectares de vinhedos plantados com esta casta.

Washington - Columbia Valley

A Vinícola Chateau Ste. Michelle possui 3.500 acres no renomado Columbia Valley, estado de Washington. A Columbia Valley American Viticulture Area (AVA) é uma região separada do clima marinho e chuvoso de Seattle pelas Montanhas Cascade. As montanhas protegem a chuva, limitando a precipitação anual a 6-8 polegadas, permitindo que o controle do vigor da videira através da irrigação. Todas as videiras no Columbia Valley são plantadas em seu próprio porta-enxerto, o que ajuda a manter a saúde e a longevidade das vinhas e preserva a variedade da uva em seu estado natural.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar