Vinho Argentino Fabre Montmayou Gran Reserva Malbec Tinto 2015

3169

Por: R$ 167,90

R$ 159,51 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 167,90 sem juros no cartão

comprar
Frete
Compartilhe:
Terroir:  Vistalba e Compuertas, Luján de Cuyo. Vinhedos com mais de 80 anos de idade, com rendimento de 35 hl/ha.
  • País: Argentina
  • Região: Mendoza
  • Safra: 2015
  • Tipo: Tinto
  • Uva: Malbec
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 14.2000%
  • Combinações enogastronômicas: Perfeito com carnes vermelhas suculentas, carnes de caça, queijos de sabor intenso e sobremesas à base de chocolate.
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Bodegas Fabre Montmayou
  • Maturação: A colheita é manual em pequenas caixas de 20 kg para não danificar as uvas. Dupla seleção (primeiro de cachos e depois uva por uva) feita à mão. Maceração a frio durante 5 dias. Fermentação em temperatura controlada a 28 °C. Quatro remontagens por dia e maceração longa de 25 dias. 100% do vinho é envelhecido em barricas de carvalho francês durante 12 meses.
  • Família: Vinho Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Tinto
  • Sommelier: Notas de Prova - Fabre Montmayou Gran Reserva Malbec: Um vinho bastante complexo e elegante, com aromas florais, de cerejas e de alcaçuz. No paladar, é rico, bastante equilibrado, com taninos sedosos e madeira bem integrada.
  • Acidez total: 5,51 g/l
  • PH: 3,7
  • Açúcar residual: 3,05 g/l

Bodegas Fabre Montmayou

 

 

Após ter investido em Mendoza, o proprietário e diretor da Fabre Montmayou, Hervé Joyaux Fabre, reconheceu as excelentes condições para produzir vinhos de classe também na Patagônia. Decidiu comprar vinhedos e vinícola no vale do alto Rio Negro, e começou a elaborar com sucesso vinhos de personalidade própria, diferentes dos produzidos em Mendoza. São 50 ha de vinhedos, onde são cultivadas principalmente variedades tintas, com predominância de Merlot (20 ha), adotando-se a agricultura sustentável. Os cuidados são os mesmos: colheita manual após rigoroso controle do amadurecimento das uvas, seleção de fruta e uso de tecnologia de ponta.

 

 

Malbec

Mendoza

A região de Mendoza é conhecida como o berço do vinho argentino e possui a fama de produzir o melhor Malbec do mundo. Mendoza é responsável por 70% da produção de vinhos da Argentina, tornando-se uma das áreas vinícolas mais importantes das Américas e, consequentemente, uma das mais importantes do Novo Mundo. 

Entre pequenos produtores e gigantes vitivinícolas, Mendoza possui mais de mil bodegas que utilizam tecnologias avançadas no cultivo, fermentação e comercialização do vinho. Os rótulos mais conhecidos da região argentina são os exemplares do renomado produtor Catena Zapata, conhecido por elaborar vinhos de estrutura e alta complexidade. 

Nos últimos anos, o sucesso dos vinhos argentinos no mundo todo tem sido estrondoso. Seus tintos ricos, macios e concentrados, elaborados em estilo moderno — principalmente com a uva Malbec e Cabernet Sauvignon — estão entre os que mais agradam o paladar contemporâneo, especialmente nos países do Novo Mundo. 

Em geral, são vinhos de excelente relação qualidade e preço, muito sabor e apelo imediato, fáceis de gostar ao primeiro gole. Além de muitos vinhos saborosos e acessíveis, a Argentina produz também alguns grandes vinhos, de estrutura e complexidade, entre os melhores do mundo, como é o caso dos famosos Catena Alta, Catena Zapata ou do raro Nicolás Catena Zapata, que são as principais referências de qualidade em vinhos argentinos hoje em dia. Alguns produtores argentinos também produzem excelentes Chardonnaysintensos, ricos e complexos, entre os melhores do continente americano.  
 
O potencial da Argentina para produzir grandes vinhos é realmente muito grande, tanto pelo clima quanto pelos terroirs privilegiados e pela possibilidade de se plantar em altitude, que vem sendo cada vez mais explorada por Catena. Entre os tintos, os grandes destaques do país são a uva Malbec e a Cabernet Sauvignon, enquanto entre os brancos a Chardonnay predomina, com alguns belíssimos exemplares.  
 
uva Bonarda também é muito plantada e já tem dado vinhos tintos macios e alegres, de muito sabor. Experiências têm sido feitas com inúmeras outras uvas, como SyrahPinot NoirTempranilloMerlot e Sauvignon Blanc, e o futuro promete interessantes surpresas

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar