Vinho Argentino Zuccardi Serie A Branco Torrontés 2010

1296

Por: R$ 99,00

R$ 99,00 (com 0% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 99,00 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
O único rótulo da Zuccardi produzido fora de Mendoza. A uva Torrontés teve adaptação espetacular em Salta originando um vinho delicado e único, com muita flor e fruta branca madura e cítricos.
  • País: Argentina
  • Região: Cafayate, Salta
  • Safra: 2010
  • Tipo: Branco
  • Uva: Torrontes
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.4000%
  • Combinações enogastronômicas: Pode ser um delicioso aperitivo ou companhia para pratos com influência asiática e carnes brancas delicadas.
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Família Zuccardi 
  • Vinificação: As uvas colhidas manualmente em Abril em pequenas caixas de 18 kilos são resfriadas para então serem selecionadas, desengaçadas e prensadas.Fermentação a temperatura controlada entre 15 a 18ºC com leveduras selecionadas e contato com a borra durante 6 meses.
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Branco
  • Sommelier: Notas de Prova - Zuccadi Serie A Torrontés 2010 : Cor: Amarelo intenso com nuances esverdeadas. Aroma: Delicado e único, com muita flor branca como rosas, fruta branca madura e cítricos. Palato: Estruturado, acidez vibrante com um delicioso e delicado retrogosto.

Família Zuccardi 

A filosofia é baseada em quatro pilares: a produção de vinhos de alta qualidade, mantendo uma capacidade constante de inovação, trabalhando em harmonia com o meio ambiente e ser úteis para a comunidade da qual fazemos parte. 

 

Empresa familiar fundada em 1963 pelo Eng. Alberto Zuccardi que começou a plantar vinhedos em Maipú (Mendoza), experimentando com um sistema de irrigação inventado por ele com base em um método utilizado na Califórnia. Cinquenta anos após o início desta estrada, há três gerações se reuniram em torno da paixão pelo vinho. José Alberto Zuccardi e Sebastián Zuccardi foram reconhecidos em vários meios como personalidades influentes na Argentina viticultura.

Torrontes

A uva branca Torrontés tornou-se ícone na Argentina, dando origem a vinhos brancos extremamente potentes e capazes de surpreender inúmeros paladares. A produção de vinhos a partir da uva Torrontés ocorre, em especial, na Argentina e, eventualmente, é possível encontrar alguns notáveis exemplares em regiões da Nova Zelândia e do Chile. Com cachos e bagos de tamanhos médios, a uva Torrontés é bem redonda e possui cor amarelada, chegando quase ao dourado. O verde encontrado nas vinhas e o dourado das uvas formam uma maravilhosa paisagem nas montanhas, área onde essa variedade é cultivada com maior frequência. Na Argentina, a uva Torrontés é encontrada em diversas áreas vinícolas, com destaque para o Vale de Cafayate, situado ao norte do país, e Salta. Com vinhedos cultivados em altitudes altíssimas, o vinho Torrontés de Cafayete é extremamente frutado e saboroso, bem como complexo e delicado, com corpo leve, tonalidade amarelo claro com reflexos verdes e raramente passa por barris de carvalho durante sua vinificação. A casta Torrontés possui ainda três variantes – Mendocina, Sanjuanina e Riojana –, onde a mais importante é a variedade Torrontés Riojana por se tratar da única uva criolla originada na América, que possui um alto valor enológico e importante relevância comercial na produção de alguns dos melhores vinhos brancos argentinos. Os vinhos produzidos a partir da uva Torrontés são alguns dos vinhos brancos mais aromáticos da Argentina, onde é possível encontrar notas de ervas e especiarias. Na boca, os exemplares são intensos, com refrescante acidez e devem ser consumidos ainda jovens. A maior parte dos vinhos Torrontés não passam por barris de madeira, proporcionando maior frescor aos exemplares. Além disso, devido a não utilização de madeira, os vinhos passam a apresentar uma coloração mais clara que os demais exemplares. Os vinhos Torrontés são ideais para acompanhar aperitivos ou pratos que contenham mariscos e peixes. Tais exemplares também são perfeitos para harmonizar com pratos orientais mais picantes, como é o caso da culinária indiana, chinesa e tailandesa.

Cafayate, Salta

No noroeste da Argentina, essa região desfruta de uma excelente reputação no mundo vitivinícola. A natureza, em Cafayate, chama a atenção pela proximidade entre dunas, vinhedos e montanhas de picos cobertos pela neve. Cafayate localiza-se entre 1.600 e 1.700 metros acima do nível do mar, o que contribui substancialmente para que esse microclima seja muito adequado para o cultivo da uva. À essa altura, a luz do Sol é intensa, o que faz com que as uvas desenvolvam peles mais grossas, a fim de se protegerem da radiação solar. Peles mais grossas significam mais compostos, mais taninos, mais complexidade.  Os vinhedos estão expostos, também, a uma grande amplitude térmica, com Sol em praticamente todos os dias do ano, e noites de ventos frios provenientes da Cordilheira dos Andes. Com diferenças que chegam a mais de 15°C entre o dia e a noite, as plantas conseguem produzir frutos com mais cor, com mais aroma, com mais sabores, com taninos mais intensos e mais maduros. Os solos secos, a baixa precipitação e umidade do ar produzem um estresse positivo nas videiras, que diminuem seus rendimentos, fazendo com que haja elevados níveis de concentração de compostos nas uvas, e por consequência, nos vinhos. O resultado disso tudo é que, quem ainda acha que vinho argentino é sinônimo de Mendoza, precisa rever seus conceitos, e conhecer os perfumados vinhos brancos elaborados com a uva Torrontés, provenientes de Cafayate.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar