Vinho Brasileiro Casa Valduga Naturelle Rosé Blend 2018 | Enoteca Brasil
Vinho Brasileiro Casa Valduga Naturelle Rosé Blend 2018

Casa Valduga Naturelle Rosé Blend 2018

Ref.: 279 Compra Segura

Vinho Brasileiro Casa Valduga Naturelle Rosé Blend 2018
Produzido na região do Vale dos Vinhedos

R$ 54,90 Em até 3x de R$ 18,30 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

Compartilhe

Elaborado com castas finas e rígida seleção de uvas, Naturelle é o perfeito equilíbrio entre a leveza e o paladar adocicado.

País: Brasil

Região: Vale dos Vinhedos

Tipo: Rosé

Uva: Blend(Malvasia, Moscato, Merlot)

Harmonização: Saladas, frutas, pratos leves

Olfato: Notas de frutas frescas e leve nuance floral

Paladar: Leve e fresco, adocicado

Rosé

Malvasia

A uva branca Malvasia tem sua origem na Grécia Antiga, quando já possuía grande relevância para a produção vitivinícola e servia ao consumo de vinhos da elite grega. A variedade ganhou ainda mais notoriedade com a ascensão da região de Bordeaux e com o sucesso dos excelentes vinhos doces produzidos nas Ilhas Canárias, arquipélago espanhol localizado próximo ao Marrocos. A Malvasia é uma uva forte e de bons rendimentos, que dá origem a vinhos renomados e conhecidos em todo o mundo, participando, inclusive, da elaboração de grandes nomes como os Vinhos do Porto, Vinhos Madeira, os Vinhos Frascati e os reputados Chianti. É quase impossível definir um único estilo para os vinhos elaborados a partir da uva Malvasia, e isso se dá devido à amplitude de subvariedades que essa casta apresenta. No entanto, as notas de aromas frequentemente encontradas nos seus vinhos brancos são as de damasco, pêssego e passas brancas. Já nos vinhos tintos, encontram-se notas de chocolate e, com o envelhecimento da Malvasia, os exemplares tendem a apresentar sabores e aromas de nozes. O vinho “15 Years Old Malmsey Rich”, do produtor Blandy’s, é elaborado com a presença da uva Malmsey, subvariedade da casta Malvasia, cultivada em vinhedos da Ilha da Madeira, em Portugal. Ideal para ser degustado com frutas secas, tortas e chocolates amargos, o vinho é envelhecido por 15 anos em casco de carvalho e recebeu 92 pontos da renomada revista Wine Spectator. Existem inúmeras subvariedades da uva Malvasia, os tipos de uvas brancas mais conhecidos são a Malvasia di Candia, Malvasia Bianca di Candia, Malmsey, Verdina, Malvoisier, Luvarella, Malvasia del Lazio e Malvasia Puntinati. Já entre as subvariedades de uva tinta, as mais reputadas são a Malvasia Parda e a Malvasia Nera. Há notáveis diferenças entre as subvariedades desse tipo de uva, entretanto, algumas características essenciais podem ser encontradas em todas elas, como, por exemplo, sua melhor adaptação a climas secos e solos bem drenados, localizados em terrenos inclinados, de forma que favoreçam o escoamento da água, uma vez que em climas úmidos, a Malvasia é mais propensa ao desenvolvimento de doenças fungicas como o oídio e a podridão. A uva Malvasia pode ser encontrada com maior facilidade em vinhedos de regiões da Itália, Espanha e Portugal, entretanto, isso não impede que esse tipo de uva também seja cultivado em diversos outros locais do mundo, da Califórnia à Croácia, passando por Brasil e Austrália.

Merlot

Uva da variedade Merlot

A palavra “merlot” significa “pequeno merle”, ou melro, em francês, um pequeno pássaro preto comum na Europa.

A origem do nome talvez esteja na comparação da cor preto-azulada das uvas maduras com a cor dessa ave, ou na forma como os melros gostam de comer essas uvas antes da colheita.

Na realidade, os melros são considerados pelos enólogos como uma das pragas da vinha.

Originária da região de Bordeaux, na França, a Merlot é descendente da Cabernet Franc e meia irmã da Carménère e da Cabernet Sauvignon

. Os primeiros registros oficiais são recentes, de 1784 em Bordeaux (Cotes de Libournais).

Na Itália (Vêneto), ela é mencionada apenas em 1855, com o nome de “Bordò”.

Hoje é a uva mais cultivada em Bordeaux e a terceira na França (atrás da Carignan e da Grenache).

Na margem direita de Bordeaux (Saint-Émilion e Pomerol), ela domina amplamente, enquanto na margem oposta ela corresponde no máximo a 25%, com maior destaque na sub-região de Saint-Estephe.

Hoje em dia, é uma das uvas tintas mais cultivadas no mundo, competindo somente com a Cabernet Sauvignon entre as mais conhecidas.

Em Bordeaux, soma 101 mil hectares, contra os 53 mil hectares de Cabernet Sauvignon.

No mundo, já existem mais de 250 mil hectares de vinhedos plantados com esta casta.

Moscato

Moscato, conhecida como Muscat em países anglófonos ou Moscatel na Espanha e em Portugal, é uma das variedades de uva mais antiga e difundida por todo mundo. Com origem em regiões do oriente médio, a uva Moscato é utilizada na produção de vinhos desde a Grécia Antiga. Não existe uma verdadeira uva Moscato e sim, um grande número de variantes, cada qual com sua própria nuance regional e caráter.A Moscato Bianco ou Muscat Blanc, conhecida popularmente na Itália, é a variedade mais antiga e altamente valorizada da família Moscato. Além disso, é cultivada em países do Novo e Velho Mundo, dando origem a vinhos de diferentes estilos. Os vinhos mais prestigiados elaborados a partir da Muscat Blanc são o Muscat de Beaumes de Venise, Muscat de Lunel, Clairette de Die e os tradicionais Vin de Constance, produzidos na África do Sul. Outra variedade notável da uva Moscato é a casta Muscat de Alexandria, a segunda mais antiga da família, conhecida pela elaboração de vinhos brancos frutados e reluzentes. A cepa Muscat Ottonel possui coloração pálida e amadurece cedo, enquanto a Muscat Hamburg é uma variedade de uva tinta, utilizada com alta frequência na produção de vinhos de mesa. As uvas Moscato Giallo e Moscato Rosa são nativas do norte da Itália e responsáveis por dar origem a vinhos doces e secos. O notável aroma encontrado nas uvas Moscato e sua ampla versatilidade a tornam uma excelente opção para os produtores e enólogos. Os vinhos elaborados a partir dessa variedade de uva podem ser desenvolvidos no estilo seco, espumante, doce ou ainda, como vinhos de sobremesa ou de mesa. No entanto, a família Muscat em geral, não possui elevada acidez, tornando-a inadequada para o envelhecimento por um elevado período de tempo. As uvas Moscato se adaptam melhor em regiões com climas quentes e prosperam em áreas que possuem típico clima mediterrâneo, ou seja, com verões secos e quentes. As melhores variedades são cultivadas em vinhedos da Itália, França, Espanha e Austrália, todavia, é na Itália que recebe maior destaque, com o vinho Moscato d’Asti, produzido a partir da uva Moscato Bianco.

Brasileiro

O Brasil é um produtor recente de vinhos no novo mundo. Sua produção está centralizada em 5 regiões principais: Vale do São Francisco, São Roque, Sul de Minas Gerais,Serra Catarinense, Rio Grande do Sul.

O grande destaque na produção brasileira de vinhos, são os espumantes, considerados entre os melhores do mundo.

2018

Colheita das uvas e produção do vinho na safra 2018

750 ml

Tamanho da garrafa 750 ml - Padrão

Produtos Relacionados

1865 Aniversario Edition Blend Tinto 2011

R$ 198,00

3x de R$ 66,00 S/ JUROS

Orzada Tinto Carignan 2012

R$ 189,90

3x de R$ 63,30 S/ JUROS

Quinta do Vale Meão Douro Blend Tinto 2012

R$ 1.289,90

3x de R$ 429,97 S/ JUROS

Receba nossas ofertas e novidades