Vinho Chileno Casas Del Bosque Reserva Chardonnay 2011

1043

Por: R$ 73,90

R$ 73,90 (com 0% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 73,90 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
  • País: Chile
  • Região: Valle de Casablanca
  • Safra: 2011
  • Tipo: Branco
  • Uva: Chardonnay
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 14.0000%
  • Temperatura de serviço: 8,0ºC a 10,0ºC
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Casas del Bosque
  • Maturação: 6 meses em barril de carvalho francês.
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Branco
  • Sommelier: Notas de Prova - Casas Del Bosque Reserva Chardonnay 2011: Coloração amarelo palha, límpido e brilhante. Os aromas frutados de papaia, pêssego e maçã, estão em perfeita harmonia com as delicadas notas provenientes da madeira como pão tostado e caramelo. Complexo e elegante, revela um ótimo equilíbrio entre o carvalho e a fruta. Mostra-se potente e intenso no paladar, com uma boa estrutura sustentada pela marcante acidez. Notas minerais e cítricas aparecem no primeiro momento, revelando distintas notas de crème brûlée e nozes sob um plano de fundo levemente defumado.

Casas del Bosque

Casas del Bosque é um dos vinhedos mais importantes de Casablanca, sendo escolhido para o segundo ano consecutivo, como uma adega chilena do ano pela prestigiada competição IWSC da Inglaterra (2014 & 2013). Com mais de 20 anos de experiência, ele ganhou   grande prestígio tanto para os seus vinhos premium  e seu premier turismo. Em 2012 ele tornou-se os melhores vinhedos para visitar  no Chile. No restaurante disso, Tanino, foi  escolhido entre os melhores pratos para Wine Access, Canadá.

Chardonnay

A Chardonnay é a uva branca de maior sucesso em todo o mundo, está para os brancos assim como a Cabernet Sauvignon para os tintos. A casta é originária da Borgonha, onde há vinhos maravilhosos, incrivelmente elegantes e complexos. No Novo Mundo, consagrou-se na Califórnia, Austrália, Chile, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia, Brasil e muitos outros locais. Na Europa, também produz grandes vinhos em muitas regiões. Há vários estilos diferentes, alguns mais elegantes, outros mais exuberantes. A casta Chardonnay se presta muito bem ao envelhecimento em carvalho. No entanto, como para qualquer uva de muito sucesso, existem também diversos exemplares de menor qualidade, e é essencial prestar atenção ao nome do produtor.  Certamente a mais famosa e popular das uvas brancas, a Chardonnay é uma casta que pode assumir diversas personalidades, dependendo de onde é cultivada e como é vinificada. Considerada a rainha das uvas brancas, é a matéria-prima dos grandes vinhos brancos franceses da Borgonha – os mais caros e disputados vinhos brancos do planeta. É uma uva neutra e de fácil cultivo, sendo encontrada em praticamente todas as regiões produtoras de vinho ao redor do mundo. A Chardonnay é fruto de um cruzamento natural entre a uva Pinot Noir e a casta Gouais Blanc, e seu nome é o mesmo que o de um vilarejo perto de Uchizy, na região de Mâcon, no sul da Borgonha. A uva é reconhecida desde o século XVI, quando era plantada do extremo sul da Borgonha até Champagne. Os vinhos elaborados com a uva Chardonnay podem ter os mais variados estilos que caracterizam um branco: desde leve e neutro aos mais encorpados e longevos, passando pelos espumantes e até os vinhos de sobremesa. Mesmo os vinhos elaborados na região produtora mais emblemática desta uva – a Borgonha – podem ser completamente distintos. O famoso Chablis, por exemplo, é um branco fresco e mineral, produzido sem influência de barricas de carvalho. Já o encorpado Meursault, é denso e potente, com notas típicas da maturação em barricas. Nos países do Novo Mundo, notadamente mais quentes, os vinhos podem combinar as notas de carvalho com uma acidez mais baixa e notas amanteigadas, em um estilo fácil de beber. Os exemplos mais comerciais desse estilo de Chardonnay geraram nos enófilos menos avisados um preconceito contra a casta. Mas se analisarmos todos os estilos de Chardonnay disponíveis no mercado, concluiremos que há pelo menos um tipo capaz de agradar qualquer amante de vinho. Os vinhos mais simples, como alguns da América do Sul e sul da França, podem ser servidos mais gelados e devem ser consumidos ainda jovens, enquanto os melhores vinhos podem durar décadas e necessitam de uma temperatura mais alta, em torno de 12o C, para mostrarem todas as suas qualidades. O maior exemplo de todos é o grandioso Montrachet, que pode evoluir por décadas... E custar pequenas fortunas! 

Valle de Casablanca

O Valle de Casablanca está localizado na região central do Chile, distante cerca de 70 km de Santiago. O grande atrativo turístico do vale são as diversas vinícolas, que ao contrário das centenárias vinícolas do Valle del Maipo, surgiram apenas na década de 1980. A região do Valle de Casablanca possui excelentes condições para o cultivo e produção de vinhos brancos, como o Sauvignon Blanc e Chardonnay. Alguns tintos também são produzidos no vale, como o Pinot Noir. O Valle de Casablanca fica entre Santiago e Valparaíso, outro importante destino turístico do Chile. Como a distância é pequena entre o Vale e Santiago (e ainda menor de Valparaíso e Viña del Mar), existem várias opções de passeios de 1 dia pelas principais vinícolas da região.

 

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar