Vinho Chileno Cordillera Andina Tinto Carmenere 2015

586

Por: R$ 38,50

R$ 36,58 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 38,50 sem juros no cartão

comprar
Frete
Compartilhe:
Solo As uvas provenientes de vinhedos da propriedade em Villa Alegre, 285 km ao sul de Santiago do Vale do Maule. Os solos são derivados de cinzas vulcânicas e consistem de areia para franco-arenoso terra. As vinhas são planas e receber uma excelente exposição à luz solar. Os rendimentos são cuidadosamente controlados de modo a produzir vinhos concentrados e elegantes. Clima A região de Villa Alegre do Chile tem um clima estilo Mediterrâneo. Chuvas de inverno são abundantes e os verões são secos, com variações de temperatura marcadas entre o dia e noite, permitindo assim que as uvas para obter excelente desenvolvimento de taninos bem como excelentes aromas e cor concentrada.
  • País: Chile
  • Região: Valle Central
  • Safra: 2015
  • Tipo: Tinto
  • Uva: Carménère
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.0000%
  • Temperatura de serviço: 16,0ºC a 18,0ºC
  • Combinações enogastronômicas: Ele corresponde, carnes vermelhas suaves, aves e queijos de pasta mole.
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Bodegas y Viñedos de Aguirre S.A.
  • Vinificação: As uvas Carménère foram colhidas no final de abril. Fermentadas em tanques de aço inoxidável com leveduras selecionada a temperaturas que variam de 26 ° a 28 ° C durante um período de sete dias. Antes do engarrafamento, o vinho é estabilizado e filtrado com cuidado para manter todas as frutas.
  • Família: Vinho Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Tinto
  • Sommelier: Notas de Prova - Cordillera Andina Carménère: O vinho tem cor vermelho-violeta intenso. Seus aromas lembram maduros frutos vermelhos com notas intensas de pimenta. Na boca é macio e redondo, com taninos doces.

Bodegas y Viñedos de Aguirre S.A.

Aguirre Winery and Vineyard é uma vinícola fundada por Pedro Felix De Aguirre e Ana Maria Etcheberry. Tem uma tradição agrícola estabelecida enraizada na família pela ascendência espanhola e francesa. Desde a sua criação, se baseia em pilares fundamentais, tais como, a confiança, responsabilidade, respeito ao meio ambiente e trabalho em equipe. Atualmente, os sete membros da família de Aguirre Etcheberry estão diretamente envolvidos todos os dias e em todos os aspectos da vinha, desde o campo até a taça, para entregar os vinhos de alto nível em todo o mundo.

Localizado no Vale do Maule, a 285 quilômetros ao sul de Santiago, o clima mediterrânico de Villa Alegre fornece solo muito favorável e temperaturas para produzir vinhos de aromas e sabores de cada variedade, fácil de beber e difícil de esquecer.

Carménère

A uva Carménère é outra variedade originária de Bordeaux. No século XVIII era uma casta comum nos vinhedos do Médoc, mas se tornou uma raridade por lá.  Levada para o Chile no século XIX, durante muito tempo a uva Carménère foi confundida com a casta Merlot. Somente em 1994, nos vinhedos da Viña Carmen na região do Chile, ela foi corretamente identificada pelo ampelógrafo Jean-Michel- Boursiquot (profissional que estuda, identifica e classifica os tipos de uva).  Nos últimos anos tem dado origem a vinhos tintos chilenos interessantes, concentrados, cheios de fruta e com mais estrutura e taninos do que a casta Merlot, transformando-se numa uva emblemática nesse país. A uva Carménère também pode ser encontrada em cortes do norte da Itália.   Os vinhos tintos produzidos com a casta Carménère possuem coloração rubi violácea acentuada. A casta Carménère é muito utilizada na elaboração de vinhos varietais de ótima qualidade, extraindo todo sabor e características marcantes da casta em cada detalhe da confecção dos tintos. A escolha do seu nome está associada a cor da sua pele, um rubi tão forte, que lembra o carmim.  Para explorar e exaltar mais o sabor e a potencialidade dos vinhos tintos produzidos com a uva Carménère no paladar, harmonize com carnes vermelhas com pouca gordura e assados no geral. É essencial evitar que o vinho tinto elaborado com a uva Carménère acompanhe pratos que levem molho de tomate.  Cuidado ao comparar a casta Carménère com a uva Merlot, apesar de serem parecidas visualmente, as duas não tem nada a ver. A uva Carménère faz parte da família dos carmenets (hibride de gros cabernet, fer servadou e cabernet franc)  Com vinhos tintos varietais de ótima qualidade, a casta Carménère é utilizada na elaboração do prestigiado “Carmenere 2007 – Magnum” do produtor Tenuta San Leonardo. O vinho é elaborado com uvas Carménère do vinhedo mais antigo da propriedade, sendo um tinto rico, distinto e com notas de frutas selvagens. O “Carmenere 2007 – Magnum” recebeu 17 pontos de um total de 20 de Jancis Robson que classificou o tinto como um livro-texto da casta Carménére originária de Bordeaux.

Valle Central

Valle Centralou Central Valley como é conhecida, é uma região vinícola do Chile, estando entre uma das mais importantes áreas produtoras de vinho de toda a América do Sul, em termos de volume. Além disso, o Central Valley é uma das regiões que mais se destaca com relação a extensão, indo desde o Vale do Maipo até o final do Vale do Maule. 

Uma ampla variedade de vinhos é produzida na região, elaborados a partir de uvas cultivadas em diferentes terrenos. Tais exemplares vão desde vinhos finos e elegantes, como os produzidos em Bordeaux, até os vinhedos mais velhos e estabelecidos em Maule. 

A região do Valle Central é também lar de diversas variedades de uvas, porém, as plantações são ocupadas pelas castas Cabernet Sauvignon, Sauvignon BlancMerlotChardonnay e Syrah. A uva ícone do Chile, a Carmenère, também é importante na região, assim como a Malbec é referência em Mendoza, do outro lado dos Andes. As áreas mais frias do Central Valley estão ganhando cada vez mais destaque perante o mundo dos vinhos, onde são cultivadas as uvas RieslingViognier e até mesmo a casta Gewürztraminer. 

O Central Valley é dividido em quatro sub-regiões vinícolas, de norte a sul, cada qual com características e diferenças marcantes. O Maipo é a sub-região mais histórica do país, onde as vinhas são cultivadas desde o século XVI, abrigando as videiras mais antigas existentes na região. 

O Rapel Valley é lar das tradicionais sub-regiões Cachapoal e Colchagua, enquanto Maule Valley é uma das sub-regiões vinícolas mais prolíferas de toda a América do Sul. Por fim, a última sub-região Curico Valley foi a pioneira no cultivo vinícola na década de 1970, onde Miguel Torres deu início a vinicultura moderna. 

Terra Andina, uma das melhores bodegas chilenas, dá origem a excelentes vinhos tintos e brancos elaborados no melhor estilo do Chile, repletos de concentração e intensidade. Com base ampla variedade dos terroirs chilenos, Terra Andina combina as melhores qualidades da área e produz vinhos bastante equilibrados, únicos e consistentes.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar