Vinho Chileno Veo Grande Reserva Branco Chardonnay/Viognier 2012

2073

Por: R$ 47,40

R$ 47,40 (com 0% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 47,40 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
  • País: Chile
  • Região: Valle de Colchagua
  • Safra: 2012
  • Tipo: Branco
  • Uva: Blend (Chardonnay e Viognier)
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.5000%
  • Temperatura de serviço: 8,0ºC a 10,0ºC
  • Validade: Válido por tempo indeterminado desde que guardado em local seco e ao abrigo da luz.
  • Vinícola: Viñedos Errazuriz Ovalle S/A
  • Maturação: 6 meses em barril de carvalho francês.
  • Família: Vinho Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Branco
  • Sommelier: Notas de Prova - Veo Grande Reserva Chardonnay - Viognier: Amarelo esverdeado intenso com toque dourado. Um vinho branco complexo e elegante que combina os sabores de frutas cítricas frescas de um Chardonnay, com características ricas de damasco e mel de um Viognier, produzem um vinho frutado suave, maduro e vibrante.

Viñedos Errazuriz Ovalle S/A

Fundada em 1992 a Vinhedo Errazuriz Ovalle S/A é a maior empresa familiar de vinhedos e bodegas do Chile. Localizada no Valle de Colchagua e Lontue os campos dos Vinhedos da Errazuriz Ovalle cobre uma extensão de 2500 hectares. Com vinhedos cuidadosamente irrigados por gotejamento, 2000 hectares destes vinhedos estão localizados nos Valles de Colchagua, que pertencem à família a mais de cem anos. As terras de Marchigüe que estão localizadas nos Valles de Colchagua fazem parte de uma área privilegiada com clima extraordinário e solos propícios ao cultivo da uva. No Valle de Colchagua são produzidos 14 diferentes tipos de uvas que foram plantadas no início de 1994 e agora se encontram em sua máxima produção. Os esforços da família Errazuriz Ovalle transformavam os solos de baixo valor comercial num verdadeiro núcleo de prosperidade e fonte de trabalho para milhares de pessoas, dando continuidade a uma tradição familiar que contribuí para o progresso do Chile.

Blend (Chardonnay e Viognier)

A Chardonnay é a uva branca de maior sucesso em todo o mundo, está para os brancos assim como a Cabernet Sauvignon para os tintos. A casta é originária da Borgonha, onde há vinhos maravilhosos, incrivelmente elegantes e complexos. No Novo Mundo, consagrou-se na Califórnia, Austrália, Chile, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia, Brasil e muitos outros locais. Na Europa, também produz grandes vinhos em muitas regiões. Há vários estilos diferentes, alguns mais elegantes, outros mais exuberantes. A casta Chardonnay se presta muito bem ao envelhecimento em carvalho. No entanto, como para qualquer uva de muito sucesso, existem também diversos exemplares de menor qualidade, e é essencial prestar atenção ao nome do produtor.  Certamente a mais famosa e popular das uvas brancas, a Chardonnay é uma casta que pode assumir diversas personalidades, dependendo de onde é cultivada e como é vinificada. Considerada a rainha das uvas brancas, é a matéria-prima dos grandes vinhos brancos franceses da Borgonha – os mais caros e disputados vinhos brancos do planeta. É uma uva neutra e de fácil cultivo, sendo encontrada em praticamente todas as regiões produtoras de vinho ao redor do mundo. A Chardonnay é fruto de um cruzamento natural entre a uva Pinot Noir e a casta Gouais Blanc, e seu nome é o mesmo que o de um vilarejo perto de Uchizy, na região de Mâcon, no sul da Borgonha. A uva é reconhecida desde o século XVI, quando era plantada do extremo sul da Borgonha até Champagne. Os vinhos elaborados com a uva Chardonnay podem ter os mais variados estilos que caracterizam um branco: desde leve e neutro aos mais encorpados e longevos, passando pelos espumantes e até os vinhos de sobremesa. Mesmo os vinhos elaborados na região produtora mais emblemática desta uva – a Borgonha – podem ser completamente distintos. O famoso Chablis, por exemplo, é um branco fresco e mineral, produzido sem influência de barricas de carvalho. Já o encorpado Meursault, é denso e potente, com notas típicas da maturação em barricas. Nos países do Novo Mundo, notadamente mais quentes, os vinhos podem combinar as notas de carvalho com uma acidez mais baixa e notas amanteigadas, em um estilo fácil de beber. Os exemplos mais comerciais desse estilo de Chardonnay geraram nos enófilos menos avisados um preconceito contra a casta. Mas se analisarmos todos os estilos de Chardonnay disponíveis no mercado, concluiremos que há pelo menos um tipo capaz de agradar qualquer amante de vinho. Os vinhos mais simples, como alguns da América do Sul e sul da França, podem ser servidos mais gelados e devem ser consumidos ainda jovens, enquanto os melhores vinhos podem durar décadas e necessitam de uma temperatura mais alta, em torno de 12o C, para mostrarem todas as suas qualidades. O maior exemplo de todos é o grandioso Montrachet, que pode evoluir por décadas... E custar pequenas fortunas! Bastante aromática, a casta Viognier é característica do Norte do Rhône, onde produz vinhos brancos deliciosos e de grande charme, como os famosos Condrieu. Os vinhos elaborados com a casta Viognier costumam revelar uma cor intensa, alto teor alcoólico e aromas sedutores, associados a damasco, pêssego e flores. A cepa Viognier também é usada em pequena quantidade em cortes com a uva Syrah, conferindo maior finesse aos vinhos tintos da região. Por seu caráter estiloso, também foi bastante plantada no Novo Mundo por produtores que gostam de inovar. Apesar de ser bastante característica do Norte do Rhône, onde é utilizada na elaboração de fantásticos vinhos, a origem da cepa é ainda muito discutida. Acredita-se que a uva Viognier possa ser originária da região de Dalmácia, antiga província romana localizada na Croácia, sendo levada para o Norte do Rhône pelos romanos há pelo menos 2 mil anos atrás. É de conhecimento que a maior parte dos vinhedos que cultivam a uva Viognier encontram-se na França, entretanto, é possível achar vinhas da casta na Itália, Grécia, Austrália, Espanha e Estados Unidos, país esse onde há surgido excelentes cortes da uva com a casta Chardonnay, cepa Colombards e uva Chenin Blanc, demonstrando a enorme demanda que os americanos têm obtido em relação a uva Viognier. Seus vinhos ricos em aromas e sabores são companhias perfeitas para harmonizações com queijos de massa mole (brie e camembert) e pescados. Os altos teores alcoólicos dos rótulos contrastam de excelente forma com pratos da culinária mexicana e chinesa.

Valle de Colchagua

Videiras centenárias e fazendas encantadoras formam a paisagem deste bonito vale ao sul da capital chilena, uma das zonas agrícolas mais promissoras do país.

Os produtores do Valle de Colchagua, interessados em obter vinhos da mais alta qualidade, vêm utilizando sofisticadas técnicas de manuseio dos vinhedos, incluindo o mapeamento por satélite, o plantio em encostas e o uso de clones.

Ao que parece, acertaram. Os rótulos que nascem ali são cada vez mais premiados. O Colchagua, que significa “pequenas lagunas” em mapuche, tem a mais bem organizada rota de vinho do país, que inclui uma divertida excursão com o Tren del Vino, uma locomotiva que faz a delícia dos turistas mais nostálgicos.

COMO CHEGAR

Partindo da capital Santiago, há trens da Ruta Del Vino que chegam até a região pelo menos um sábado por mês. Os trens convencionais da Terrasur levam o turista até a cidade de San Fernando, de onde é possível pegar um táxi até as atrações locais.

ATRAÇÕES

As vinícolas são o principal atrativo da região. Os passeios pelos parreirais são guiados, com degustação inclusa. A estrutura das bodegas inclui restaurante, onde é possível almoçar enquanto se prova os rótulos. A Casa Silva, por exemplo, é totalmente voltada para a atividade familiar, além de ser considerada a mais antiga da região. Um de seus grandes atrativos é a coleção de carros antigos exposta na propriedade.

Na Casa Lapostolle, a chave é a sofisticação, com práticas sustentáveis durante o processo de produção dos vinhos. Há, ainda, outras opções como a Santa Cruz, a Viu Manent e a Caliterra.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar