Vinho Espanhol Beronia Verdejo Branco 2016

2189

Por: R$ 89,90

R$ 85,41 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 89,90 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
O vinho branco Beronia Verdejo já nasceu conquistando prêmios. Sua safra de estreia (2016) arrematou medalha de ouro no respeitado Concurso Mundial de Bruxelas. Elaborado pela bodega Beronia em Rueda, clássica região espanhola de vinhos brancos da uva Verdejo, este exemplar tem um aroma muito cativante, com camadas de frutas cítricas, ervas e flores. Na boca é rico em sabores de frutas cítricas e ervas, embalados pela ótima acidez e por um final puro e refrescante.
  • País: Espanha
  • Região: Rueda
  • Safra: 2016
  • Tipo: Branco
  • Uva: Verdejo
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.0000%
  • Temperatura de serviço: 8,0ºC a 10,0ºC
  • Combinações enogastronômicas: Saladas, peixes brancos grelhados, aves de carne branca e queijos de massa mole não muito curados.
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Bodegas Beronia / Gonzáles Byass
  • Vinificação: Para a elaboração do vinho branco Beronia Verdejo são realizadas duas colheitas manuais no mesmo vinhedo. Uma mais cedo e que segue para fermentação em temperatura alta, o que assegura a presença de aromas herbáceos. E uma segunda colheita mais tardia, com fermentação das uvas a baixa temperatura, o que resulta nos aromas frutados. As fermentações acontecem em dois tipos de tanques: de concreto e de aço inoxidável. Alguns meses depois, é feito o corte dos vinhos, que é mantido em estágio com as borras finas das leveduras por duas semanas antes do engarrafamento.
  • Família: Vinho de Mesa Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Branco
  • Sommelier: Notas de Prova - Beronia Verdejo : Apresenta uma cor amarela pálida com tons verdes. De grande intensidade aromática, possui notas cítricas e de frutas brancas, além de aromas herbáceos característicos da variedade, como erva-doce. Na boca é untuoso, fresco e elegante, com um toque suave de amargor final, característico da variedade Verdejo.

Bodegas Beronia / Gonzáles Byass

Embora figure como um dos nomes fortes no panorama do vinho espanhol, a Beronia não é tão antiga assim. Foi inaugurada em 1973 por um grupo de amigos, membros de uma sociedade gastronômica e amantes de vinho. Eles escolheram a subregião de Rioja Alta para construir este impecável projeto vitivinícola que se tornaria uma grande referência entre os vinhos da Europa. Na década de 1980, o grupo González Byass, empresa histórica da região de Jerez e produtora do famoso Tio Pepe, tomou a decisão estratégica de investir na produção de vinhos não fortificados. Assim, em 1982, após prospecções e avaliações por toda a Espanha, adquiriu as Bodegas Beronia. Os vinhos elaborados pela Beronia preservam o caráter clássico, mas oferecem um acento moderno. Eles são produzidos a partir de 900 hectares de vinhedos de viticultores parceiros, mas supervisionados de perto pela Beronia. Os vinhedos têm idade média de 30 anos, sendo 50 hectares preenchidos com videiras com mais de 60 anos e há também videiras centenárias em pé franco. Esta matéria-prima de qualidade superior e a vinificação cuidadosa garantem o alto nível dos vinhos. Desde 2016, a Beronia possui 65 hectares de vinhedos e uma bodega arrojada e sustentável na região de Rueda, na qual produz um premiado vinho branco da uva Verdejo. Vale ainda mencionar que Beronia é um nome em homenagem aos Berones, povo de origem celta que ocupou a região de Rioja no século III a.C.

Verdejo

Rueda

Rueda é uma das melhores regiões espanholas para vinhos brancos, produzindo exemplares incrivelmente aromáticos, de ótima acidez. Alguns são muito finos. As uvas de maior destaque no cultivo da área são as ácidas, donas de ótima mineralidade. Essas características são privilegiadas pela altitude considerável da região, que se localiza no planalto central espanhol. Considerada Denominação de Origem Controlada, a região de Rueda encanta apreciadores de vinhos em todo o mundo com seus exemplares brancos frescos, sendo a uva Verdejo a principal responsável pela elaboração dos rótulos. Apesar de 99% de toda a produção de Rueda ser destinada a vinhos brancos, a partir de 2008, o Conselho Regulador incluiu na Denominação de Origem Controlada vinhos tintos e rosés, e hoje, é possível encontrar bons exemplares desses tipos na região. Os vinhedos de Rueda não possuem uma grande variedade de castas, pois são permitidas somente as autorizadas pelo órgão regulador. No caso das uvas brancas, encontram-se as cepas Verdejo, Sauvignon Blanc, Palomino Fino e Viura. Apesar de os vinhos tintos não terem a mesma expressividade nessa região espanhola, uvas tintas também são encontradas nos vinhedos da área, como, por exemplo, as cepas Tempranillo, Merlot, Cabernet Sauvignon e Garnacha. O clima da região, que fica bem próxima de Ribera del Duero, é marcado por verões intensos e quentes e seus invernos são considerados bastante rigorosos. Banhada pelo Rio Douro, a área obtém cada vez mais destaque perante os especialistas do mundo do vinho. A produção de vinhos na região tem aumentado consideravelmente, ano após ano, graças ao sucesso de seus diversos estilos de vinhos brancos. Aqueles que são protagonizados pela uva Verdejo, mais especificamente o que possuem ao menos 85% da casta presente na sua composição, são classificados como Rueda Verdejo. No caso dos vinhos elaborados com apenas 50% da cepa Verdejo, a classificação é lida apenas como Rueda. Já os que podem envelhecer por 2 anos ou mais em barris de carvalho, são conhecidos por Rueda Dorado.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar