Vinho Francês Marius Grenache Syrah 2014

615

Por: R$ 102,00

R$ 96,90 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 102,00 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
Chapoutier selecionou algumas parcelas no Languedoc para elaborar vinhos saborosos e cativantes, perfeitos para acompanhar comida ou serem servidos como aperitivo. Este saboroso corte de Grenache e Syrah foi indicado por Parker como "um verdadeiro vinho de bistrô". É um ótimo achado, de "excepcional relação qualidade/preço" nas palavras do crítico.
  • País: França
  • Região: Languedoc-Roussillon
  • Safra: 2014
  • Tipo: Tinto
  • Uva: Blend (Grenache, Syrah)
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 13.5000%
  • Temperatura de serviço: 14,0ºC a 16,0ºC
  • Sugestão de guarda: Até 05 anos
  • Combinações enogastronômicas: Carnes leves, aves, massas e risotos.
  • Validade: Válido por prazo indeterminado desde que conservado deitado em local fresco e escuro.
  • Vinícola: M. Chapoutier
  • Vinificação: As uvas sao vinificadas separademante sob temperatura controlada.
  • Maturação: Não passa por madeira para preservar os aromas de fruta.
  • Família: Vinho Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Tinto
  • Sommelier: Notas de Prova - Marius Grenache Syrah 2014: Delicioso tinto elaborado por Chapoutier no Languedoc Roussillon. As 2 variedades utilizadas no corte têm raízes no Rhone: Syrah e Grenache. O resultado é um vinho alegre, descontraído, frutado e com agradável frescor!

M. Chapoutier

Chapoutier é o maior nome do Vale do Rhône. O genial Michel Chapoutier – um dos maiores enólogos da França, eleito diversas vezes "enólogo do ano" pela Revue du Vin de France – deu uma nova dimensão aos vinhos da região, atingindo a perfeição nas diversas denominações do norte e do sul. De opiniões controversas e dono de um virtuosismo moderno, Michel é adepto da viticultura biodinâmica e da agricultura orgânica. Seus vinhos impecáveis e elegantes – Hermitage, Côte Rôtie, St. Joseph, Cornas, Châteaneuf, entre outros – são referências para a região. As raríssimas “seléction parcellaire” são verdadeiros monumentos, entre os melhores e mais reverenciados vinhos do mundo. Michel Chapoutier costuma receber notas altíssimas da imprensa especializada, acumulando a inacreditável marca de 31 notas 100 de Robert Parker. Nada menos do que 73 vinhos Chapoutier pontuaram com 95 pontos ou mais na Wine Spectator – um resultado superior ao de todos os outros produtores da maioria das regiões produtoras de vinho do mundo. Seu Côtes-du-Rhône Belleruche é considerado um dos melhores vinhos de toda a denominação, com uma excepcional relação entre qualidade e preço. Chapoutier também produz ótimos vinhos no sul da França e em algumas regiões vinícolas da Austrália. A história da família Chapoutier remonta ao início do século XIX, quando o bisavô do atual proprietário, Michel Chapoutier Marius, comprou a propriedade e algumas vinhas na famosa aldeia de Tain l’Hermitage, no norte do Vale do Rhône. Marius Chapotier fez história na região, quando se tornou o primeiro produtor que vinificava seu próprio fruto. Marius tinha provado outros vinhos de outros produtores elaborados com as suas uvas e percebeu que algo estava “perdido” na tradução, ele sabia que possuía alguns dos melhores vinhedos da região e acreditada que as uvas lá cultivadas poderiam produzir vinhos de classe mundial e com excelente capacidade de envelhecimento.

Blend (Grenache, Syrah)

Grenache é uma das uvas mais plantadas no mundo, alguns dizem ser a primeira de todas! Encontrada em famosos vinhos tintos, a Grenache também produz excelentes rosés, e até vinhos de sobremesa e fortificados. Os vinhedos de Grenache espalhados pelo planeta ocupam mais de 200.000 hectares, no total, mas 80% deles estão na França e na Espanha, maiores cultivadores dessa cepa. A Grenache é brilhante em vinhos varietais suaves, de cor clara e semitranslúcida, ideais para serem consumidos jovens.  A Syrah certamente origina alguns dos mais cultuados e apreciados vinhos do planeta. Os vinhos produzidos com a Syrah são profundos e encorpados, repletos de notas de especiarias e frutas negras maduras. É uma casta que pode originar vinhos com perfis aromáticos distintos, dependendo do tipo de clima onde é cultivada. Nas regiões de clima quente, os vinhos são encorpados, com notas que lembram ameixa e chocolate. Em regiões mais frias, são famosos os Syrahs com notas de pimenta-do-reino e couro. Incrivelmente longevos, os melhores exemplos de vinhospodem evoluir por décadas  na adega. Recentemente diversos países têm produzido vinhos tintos de classe mundial com a Syrah, atestando o grande potencial da casta. Além da França e Austrália, podemos certamente citar Itália, Chile, África do Sul, Estados Unidos e Argentina.

Languedoc-Roussillon

Com vinhedos cultivados desde o ano 125 a.C., Languedoc-Roussillon é uma das regiões vinícolas mais importantes da França, responsável por ¼ de todo o vinho produzido no país. Na opinião de vários autores, como a inglesa Jancis Robinson, a região origina algumas das melhores relações qualidade e preço de toda a França. 

Boa parte da produção é dedicada aos famosos e saborosos “Vin de Pays d’Oc”, contando ainda com importantes AOC (Apelação de Origem Controlada) como Minervois, Fitou, Corbières e Coteaux du Langedoc. Quando elaborados pelos melhores produtores, são vinhos cheios de fruta e sabor, com boa complexidade, corpo e um delicioso acento regional, perfeitos para acompanhar as refeições. 

Languedoc-Roussillon é uma vasta área vitivinícola, que traz um acentuado toque mediterrâneo e um rico histórico de cultivo de vinhas e produção de vinhos, um ciclo que teve início há mais de 2.000 anos com as colônias gregas e romanas. 

Um cauteloso processo de subdivisão de Languedoc-Roussillon em terroirs reconhecidamente distintos está em andamento há alguns anos, originando as apelações Clairette du Languedoc, La ClapePicpoul de Pinet, entre outras. Algumas encontram-se bem estabelecidas, com anos de certificação, outras estão conquistando aos poucos seu espaço perante o mundo do vinho. 

Com um solo bastante fértil, as uvas tintas encontradas com maior facilidade na região francesa são a SyrahGrenacheCinsaultCarignanMerlot e Cabernet Sauvignon. Entre as variedades brancas, encontram-se RolleClairetteTerretBoubolencMuscatMaccabéo, Sauvignon Blanc, ChardonnayPicpoulMarsanne e Viognier. 

A diversidade de vinhos encontrada na região francesa é imensa. Os exemplares tintos vão desde os frutados até os encorpados, e estão sendo cada vez mais produzidos com sucesso. Os vinhos brancos podem ser mais complexos ou nítidos, variando entre os doces e oxidados até leves e secos. Languedoc-Roussillon produz também magníficos vinhos de sobremesa e espumantes de muito prestígio; seus rosés são intensos, pálidos e muito perfumados. 

A tradição de Languedoc-Roussillon estende-se por anos, e a região é dona de constante evolução e muita variedade. A região tornou-se uma respeitada produtora, dando origem a vinhos de qualidade e prestígio perante todo o mundo. 

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar