Vinho Português Outeiro Terras D'Alter Tinto Blend 2011

2725

Por: R$ 169,90

R$ 161,41 (com 5% no boleto à vista)

em até 1x de R$ 169,90 sem juros no cartão

Frete
Compartilhe:
  • País: Portugal
  • Região: Alentejo / Boa Vista
  • Safra: 2011
  • Tipo: Tinto
  • Uva: Blend (50% Syrah e 50% Petit Verdot)
  • Volume: 750 ml
  • Teor alcoólico: 14.5000%
  • Temperatura de serviço: 16,0ºC a 18,0ºC
  • Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.
  • Vinícola: Terras D'Alter
  • Maturação: A rigorosa seleção de uvas e o estágio de 14 meses em barricas novas originaram esse vinho de enorme caráter.
  • Família: Vinho Fino
  • Estilo: Seco
  • Coloração: Tinto
  • Sommelier: Notas de Prova - Outeiro 2011: Vinho intenso, Vermelho-rubi denso com menisco púrpuro, com aromas de frutas vermelhas, pretas e notas de especiarias. No paladar notas de fruta vermelhas e pretas, boa acidez, estrutura e grande complexidade. Taninos abundantes, muito finos, paladar cremoso proveniente da fermentação em barrica.
  • Acidez total: 5,8 g/L
  • Açúcar residual: 3,5 g/l

Terras D'Alter

Terras de Alter, Companhia de Vinhos, Lda., é constituída pelas Sociedade Agrícola das Antas, Sociedade Agrícola do Monte Barrão (empresas com enorme tradição agrícola no Alto Alentejo, distrito de Portalegre) e pela Sociedade Pink Living, pertencente ao enólogo Peter Bright. Aquelas duas Sociedades decidiram aliar-se e, para complementarem o seu projeto, criaram uma forte ligação a Peter Bright, que tem um vasto curriculum no mundo da produção e comercialização internacional de vinhos.

Com a ambição de dar a conhecer ao mundo os vinhos portugueses, Terra D´Alter tem como objetivo lançar no mercado internacional um vinho Alentejano de excelente qualidade. A sua missão é ser uma empresa de cariz familiar com vinhos de qualidade e presença internacional, reconhecida pela sua excelência e focada no desenvolvimento de marcas premium portuguesas. Com um posicionamento único para o mercado vitivinícola e uma visão de longo prazo, assentes na qualidade e apresentação dos seus vinhos e na importância da novidade das marcas dos vinhos a comercializar.

Blend (50% Syrah e 50% Petit Verdot)

A Syrah certamente origina um dos mais cultuados e apreciados vinhos do planeta. Os vinhos produzidos com a Syrah são profundos e encorpados, repleto de notas de especiarias e frutas negras maduras. É uma casta que pode originar vinhos com perfis aromáticos distintos, dependendo do tipo de clima onde é cultivada. Nas regiões de clima quente, os vinhos são encorpados, com notas que lembram ameixa e chocolate. Em regiões mais frias, são famosos os Syrahs com notas de pimenta-do-reino e couro.   A uva Petit Verdot é mais uma das castas que compõem o corte bordalês. Sua origem, embora incerta, é atribuída à região de Bordeaux na França, mas há indícios de que foi trazida pelos romanos do Mediterrâneo. Normalmente, é utilizada em pequenas doses nos cortes com a uva Cabernet Sauvignon para dar cor e corpo aos vinhos tintos (na região de Médoc se utiliza em torno de 1% a 5%). Dentre todas as uvas cultivadas na região de Bordeaux, a casta bordalesa Petit Verdot é uma das que mais demora para chegar a fase de maturação, contribuindo com a elaboração de vinhos tintos densos e bastante escuros.  O nome Petit Verdot foi atribuído a casta por conta do pequeno tamanho de seu cacho e por existir em seus bagos frutos de cor escura e outros com tom esverdeado, graças a uma característica bastante predominante da cepa, o amadurecimento tardio.  Os tintos elaborados com a cepa francesa Petit Verdot vêm ganhando o mundo, sendo bastante apreciados na Austrália, Argentina, Espanha, Portugal, Itália e na região da Califórnia. A casta Petit Verdot também pode aparecer em vinhos varietais, principalmente australianos e espanhóis da região de Jumilla, originando tintos intensos e vigorosos. Quando jovens, os vinhos tintos revelam aromas de bananas e madeira, e quando amadurecem, apresentam toques animais.

Alentejo / Boa Vista

O Alentejo é uma das grandes descobertas em Portugal, com seus vinhos tintos ricos, exuberantes, de bom corpo e coloração escura, bastante aveludados e saborosos, prontos para beber desde jovens. São vinhos com ótima concentração de fruta e bastante carisma, dos quais é difícil não gostar. A região produz exemplares que estão entre os melhores do país.

O topo da vinha da Boavista, chamado Outeiro, tem produzido de maneira consistente vinhos de grande caráter e profundidade, a partir das castas ali plantadas, originando vinhos com excelente terroir.

0 AVALIAÇÕES - 0.00 DE 5 ESTRELAS

  • Ótimo:

    0.0%

  • Muito bom:

    0.0%

  • Bom:

    0.0%

  • Não gostei:

    0.0%

  • Péssimo:

    0.0%

Avalie este produto:

Avaliar