Vinho Australiano Hardys Stamp Shiraz-Cabernet Tinto 2016

Hardys Stamp Shiraz-Cabernet Tinto 2016

Ref.: 2209 Compra Segura

Vinho Australiano Hardys Stamp Shiraz-Cabernet Tinto 2016
Vinho australiano produzido com uvas shiraz e cabernet sauvignon no South Eastern Austrália

R$ 53,99 Em até 3x de R$ 18,00 sem juros

Escolha uma opção

Produto indisponível

Compartilhe
Vinho Australiano Hardys Stamp Shiraz-Cabernet Tinto 2016

País: Austrália

Região: South Eastern Australia

Safra: 2016

Tipo: Tinto

Uva: Blend (Shiraz e Cabernet Sauvignon)

Volume: 750 ml

Teor alcoólico: 13.5000%

Temperatura de serviço: 15,0ºC a 15,0ºC

Combinações enogastronômicas: Maminha ao forno, costelinha de porco assada com alecrim, pizza de calabresa, penne com ragu de linguiça toscana, quiche de bacon e azeitona, queijos como gouda, emmental, provolone.

Validade: Validade indeterminada desde que conservado com a sua vedação original em local seco e fresco ao abrigo da luz, sem trepidações, com temperatura constante, sem odores fortes e preferencialmente na posição horizontal.

Vinícola: Hardys Wines

Maturação: Em barricas de carvalho.

Família: Vinho de Mesa Fino

Estilo: Demi-Sec

Coloração: Tinto

Aroma: intenso e límpido, com frutas vermelhas e especiarias, lembrando cereja, amora, ameixa, anis, cravo e canela, sobre notas de café, carvalho e tabaco.

Paladar: predomina notas de fruta madura e nuança de especiarias; taninos de textura macia, resultando num vinho de estilo moderno, frutado e pronto para consumo.
Tinto

Cabernet Sauvignon

Uva da variedade Cabernet Sauvignon

A casta Cabernet Sauvignon (resultado do cruzamento das uvas Cabernet Franc e Sauvignon Blanc) é uma das mais famosas e a mais bem-sucedidas uvas tintas do mundo, originária da região francesa de Bordeaux (como indicam documentos do século XVIII).

Ela compõe vinhos tintos encorpados e concentrados, muitas vezes envelhecidos em carvalho.

Alguns exemplares podem durar muito tempo, e podem também ser elegantes e complexos, enquanto outros são mais intensos e exuberantes.

Hoje, a onipresente uva Cabernet Sauvignon produz ótimos vinhos nas regiões mais diversas: Bordeaux, Itália, Portugal, Espanha, Austrália, Califórnia, Chile, Argentina, Nova Zelândia e África do Sul, entre outras.

Cada uma com seu estilo próprio e suas peculiaridades.

Por ser o componente principal de todos os cinco Premier Grand Cru Classés de Bordeaux, a variedade foi plantada nos quatro cantos do planeta e diversos dos melhores tintos do mundo são elaborados com ela.

A Cabernet Sauvignon é uma uva relativamente fácil de ser cultivada, mas que demanda uma grande insolação para alcançar o pleno amadurecimento.

Essa é uma das razões do porquê na sua região de origem – Bordeaux, na França – ela aparece em quantidade menor que sua companheira Merlot, que por sua vez necessita de menos sol para amadurecer.

Apesar de ser comumente associada aos tintos de Bordeaux, a uva Cabernet Sauvignon se desenvolve particularmente bem apenas na região de Médoc e em alguns outros poucos terroirs de Bordeaux.

Por outro lado, o sol abundante do Novo Mundo, em lugares como a Califórnia e o Chile, permite que a uva Cabernet fique completamente madura e acumule bastante açúcar.

Os cachos são pequenos e os bagos miúdos e de casca espessa.

Os vinhos tintos elaborados com ela são encorpados e concentrados, com taninos potentes e muitas vezes envelhecidos em carvalho, para que o vinho fique mais complexo e macio.

Alguns de seus vinhos podem durar muito tempo, e podem também ser elegantes e complexos, enquanto outros são mais intensos e exuberantes.

Syrah

Vinho tinto variedade syrah

A casta Syrah certamente origina alguns dos mais cultuados e apreciados vinhos do planeta.

Os vinhos produzidos com a Syrah são profundos e encorpados, repletos de notas de especiarias e frutas negras maduras.

É uma casta que pode originar vinhos com perfis aromáticos distintos, dependendo do tipo de clima onde é cultivada.

Nas regiões de clima quente, os vinhos são encorpados, com notas que lembram ameixa e chocolate.

Em regiões mais frias, são famosos os Syrahs com notas de pimenta-do-reino e couro. Incrivelmente longevos, os melhores exemplos de vinhospodem evoluir por décadas na adega.

Historicamente, os vinhos elaborados com a Syrah eram clandestinamente adicionados aos vinhos de Bordeaux para deixá-los mais encorpados e potentes.

A origem da casta Syrah era controversa até 1998, quando testes de DNA comprovaram que esta variedade originou-se de um cruzamento entre as uvas Dureza e Mondeuse Blanche.

O cruzamento ocorreu naturalmente há centenas de anos, na região dos Alpes do Rhône – até hoje uma referência para os mais aclamados e disputados vinhos elaborados com esta casta.

No Norte do Rhône, os cultuados Hermitage e Côte-Rôtie são os mais aristocráticos exemplos de vinhos elaborados com a uva Syrah.

Verdadeiros clássicos, esses vinhos geralmente demandam vários anos em garrafa para mostrar todas as suas qualidades.

Os Saint-Joseph e os mais populares Crozes-Hermitage são alternativas mais baratas e geralmente menos longevas de vinhos, mas que conseguem mostrar o caráter da uva Syrah cultivada no Norte do Rhône.

Fora da sua região de origem, a Austrália é o país mais famoso pelos vinhos elaborados com a Syrah.

Ali, ela é chamada de Shiraz e os mais famosos exemplos são bastante concentrados e cheios de fruta.

Os melhores vinhos são realmente excelentes, mas o grande sucesso fez surgir alguns rótulos mais comerciais – geralmente um pouco enjoativos, com fruta muito doce e notas exageradas de carvalho.

Esses vinhos prejudicaram um pouco a imagem que o vinho australiano gozava até há pouco tempo.

Mesmo assim, os melhores Syrahs da Austrália estão entre os grandes vinhos clássicos do Novo Mundo e merecem ser provados.

Recentemente diversos países têm produzido vinhos tintos de classe mundial com a Syrah, atestando o grande potencial da casta.

Além da França e Austrália, podemos certamente citar Itália, Portugal, Chile, África do Sul, Estados Unidos e Argentina. Os vinhos produzidos com a casta

Australiano

A Austrália é um dos destaques na produção de vinhos do Novo Mundo. Geralmente são aveludados, combinando frutado com frescor e definição.

Os vinhedos concentram-se entre os paralelos 30 e 40, no sul do país.

A casta dominante é o Shiraz, além do Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir e Grenache  

2016

Colheita das uvas e produção do vinho na safra 2016

750 ml

Tamanho da garrafa 750 ml - Padrão

Produtos Relacionados

Alamos Seleccion Pinot Noir Tinto 2012

R$ 119,00

3x de R$ 39,67 S/ JUROS

.Nero Celebration Moscatel

R$ 39,90

3x de R$ 13,30 S/ JUROS

-20%

Dona Paula Los Cardos Branco Chardonnay 2015

R$ 59,90 R$ 47,82

3x de R$ 15,94 S/ JUROS

Receba nossas ofertas e novidades